Gabriel / Ramos

⟨ pintor de pixel ⟩

  • Blog
  • Open source e Inner source

Open source e Inner source

Como o senso de comunidade e a contribuição coletiva podem ter um impacto positivo dentro e fora do ambiente de trabalho

3 min. de leitura

Foto por Natalie Pedigo

Talvez você já tenha ouvido falar nessas palavras: open source e inner source. O que elas de fato, significam, são duas formas de contribuir bem parecidas e de relacionamento individual com comunidades, no contexto de tecnologia.

Embora sejam quase iguais, são aplicadas de maneiras diferentes e, tanto uma quanto a outra, podem te ajudar muito dentro e fora do seu ambiente de trabalho.

Open source

Provavelmente a mais conhecida, é utilizada para indicar produtos, serviços e pacotes de tecnológica de "código aberto" (por isso a origem do termo). O que isso quer dizer é que, justamente, você tem a possibilidade (caso também tenha a curiosidade) de olhar como o projeto é feito e, inclusive, fazer parte da construção dele.

Isso mesmo! Seja relatando bugs (comportamentos inesperados), ajustando possíveis erros de documentação, pedidos de novas funcionalidades, se envolvendo em discussões e até mesmo contribuindo ativamente com código para algum projeto. Tá tudo lá pra você participar!

A grande maioria dos projetos open source que vemos por aí ficam no GitHub de forma pública e, através de issues e pull-requests é possível verificar como está o andamento dos projetos e contribuir dessas diversas maneiras.

Inner source

Compartilha do mesmo fundamento do Open source mas, ao invés de pensarmos em um ambiente de código aberto, pensamos em um ambiente corporativo.

É comum que softwares desenvolvidos dentro de uma empresa sejam privados para que somente sua equipe interna possa ter acesso e desenvolver, no entanto, isso não impede ninguém de contribuir para projetos da mesma forma.

Claro que, assim como os projetos open source, cada time e cada repositório possuirá suas próprias regras, guias de contribuição e boas práticas, mas nada impede que você contribua ativamente para projetos que estão dentro do lugar onde você trabalha, fortalecendo ainda mais os produtos com os quais você interage diariamente.

Como as duas formas de contribuição podem te ajudar

Ambas os ambientes de contribuição acabam, de certa maneira, moldando a forma como você lida com os projetos.

Aceitar opiniões e críticas sobre um trabalho que você desenvolveu, principalmente vindo de pessoas que você não conhece e nunca teve contato, não é uma tarefa fácil pra muitas pessoas e chega a ser assustador no início. Após entrar em contato com culturas Open source e Inner source você percebe que lidar com críticas e sugestões acaba sendo mais natural.

Com isso fica mais claro que por trás de um comentário ou um pedido de mudanças existe uma pessoa preocupada com a qualidade do projeto e do código que está sendo desenvolvido.

Claro que nem tudo é fácil... Infelizmente cada pessoa tem um jeito e existem perfis de comentários e posicionamentos que não são construtivos, em ambos os ambientes de contribuição. Mas pode relaxar que não é a maioria 😉

O que vale é ter em mente que todo o trabalho tem que ser feito com responsabilidade, afinal, open source não é bagunça, é uma comunidade com um objetivo em comum, utilizando a tecnologia para chegar a algum resultado.

Contribuir para projetos Open source também é uma experiência única...

E divertida!

Além de entrar em contato com pessoas de diversos lugares do mundo, aprender como vários projetos funcionam e como estão estruturados e ver diversas coisas novas.

Vale lembrar que também existem eventos que investem na cultura de contribuição, como o HacktoberFest que acontece em Outubro de todos os anos.

Alguns próprios projetos também fazem isso e inclusive pedem ajuda quando necessário e, em alguns casos, você ainda ganha alguns brindes como forma de agradecimento como roupas e adesivos, como aconteceu comigo quando participei da migração do Gatsby para TypeScript. Foi uma ótima oportunidade para aprender um pouco mais sobre TS, contribuir para um projeto que eu utilizo fortemente (inclusive esse post que você está lendo foi feito utilizando Gatsby) e ainda ganhar alguns brindes bem bacanas!

Sem falar que: contribuir em um projeto que você utiliza no seu dia-a-dia e fazer parte da história de crescimento dele é algo fantástico!

E você, já contribuiu em algum projeto?

Se você não conhecia Open source e Inner source, espero que tenha te ajudado!

Também espero que tenha se animado um pouco para contribuir em novos projetos e participar da construção de algo que é utilizado por diversas pessoas, seja com código aberto ou não.

Boas contribuições!


Compartilhe